Os saberes populares como tema transversal às estruturas curriculares e política institucional nas universidades brasileiras

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Christianne Pereira Salas Roldan Roberson Lucas Popadiuk Antonio Gonçalves de Oliveira

Resumen

Os saberes populares são conhecimentos passados de geração para geração, baseados em experimentação e obtidos por meio de um aprendizado informal. Os detentores desses saberes são os chamados mestres e mestras dos saberes populares, pessoas com rico conhecimento transdisciplinar. Amparados pela Constituição Federal Brasileira, esses indivíduos e outros agentes sociais vêm se articulando pela conquista de espaço no ensino superior brasileiro por meio da criação de leis e portarias de fomento e reconhecimento dos saberes populares. O projeto "Encontro dos Saberes" e a titulação de Notório Saber são alguns exemplos de ações e avanços dessa luta no Brasil. Além disso, parcerias entre os Ministérios da Educação e Cultura do Brasil vêm acontecendo com o intuito de normatizar e incentivar projetos de inclusão desses mestres no ensino superior do país. Dentre todos os desafios, um dos mais importantes está em alcançar mudanças na política institucional das universidades pela materialização do ensino de tais conhecimentos na esfera acadêmica brasileira, com a inclusão de disciplinas de saberes populares (ministradas por esses mestres) no currículo acadêmico.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

##submission.howToCite##
SALAS ROLDAN, Christianne Pereira; LUCAS POPADIUK, Roberson; GONÇALVES DE OLIVEIRA, Antonio. Os saberes populares como tema transversal às estruturas curriculares e política institucional nas universidades brasileiras. Congreso Universidad, [S.l.], v. 7, n. 6, aug. 2018. ISSN 2306-918X. Disponible en: <http://revista.congresouniversidad.cu/index.php/rcu/article/view/1089>. Fecha de acceso: 25 jan. 2020
Sección
Artículos